Volta às aulas presenciais: como será o 2º semestre nas escolas de Campo Grande

Tanto a secretaria municipal de Educação (Semed), responsável pelas escolas municipais de Ensino Infantil e Fundamental, quanto a secretaria estadual de Educação (SED), que administra as escolas estaduais de Ensino Médio, já divulgaram o calendário.

O retorno das aulas presenciais no ensino público de Campo Grande está próximo de acontecer, neste segundo semestre de 2021. Tanto a secretaria municipal de Educação (Semed), responsável pelas escolas municipais de Ensino Infantil e Fundamental, quanto a secretaria estadual de Educação (SED), que administra as escolas estaduais de Ensino Médio, já divulgaram o calendário e também o funcionamento do retorno híbrido das aulas.

As escolas do ensino público estavam, desde março do ano passado, funcionando com aulas remotas. Já no ensino privado, há autorização de aulas presenciais desde março de 2021, com até 50% da capacidade e obedecendo protocolos de biossegurança e distanciamento social.

De acordo com a Associação das Escolas Particulares de Campo Grande, cada instituição de ensino fez um calendário escolar e obedece as restrições impostas pela prefeitura. Segundo o decreto municipal, caso haja alguma infecção por Covid na escola particular, as aulas presenciais devem ser suspensas por 7 dias.

Ensino Médio

As unidades escolares da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul (REE/MS), responsáveis, em Campo Grande, por todo o ensino médio público da capital, voltarão a receber os estudantes a partir do próximo dia 2 de agosto. Desde março do ano passado, as aulas estavam sendo realizados de forma 100% remota.

De acordo com o calendário escolar, entre os dias 2 e 16 de julho os estudantes da Rede Estadual de Ensino estavam em recesso. O retorno às atividades, ainda de forma remota, ocorreu no dia 19 do mesmo mês.

No dia 19 de julho, os profissionais da REE/MS retornaram de forma presencial para planejamento das atividades e organização das unidades de ensino junto às equipes escolares, bem como para o devido acompanhamento dos estudantes que seguirão com as aulas remotas até o final do mês.

No dia 2 de agosto será o retorno às atividades no formato presencial para os estudantes, com alternância, respeitando as bandeiras do Programa Prosseguir, do Governo do estado. Nesta quarta-feira (21), Campo Grande se enquadra na bandeira vermelha no programa, em grau alto de risco para a Covid.

Com esse quadro, seria possível o retorno das atividades presenciais com até 50% da capacidade das salas de aula, seguindo as orientações previstas no Protocolo de Volta às Aulas. O protocolo aponta uma série de protocolos de biossegurança, como aferição de temperatura, medidas de higienização constante, horários diferenciados para entrada e saída dos alunos, turmas divididas respeitando distância mínima de 1,5 metro por estudante e uso de bebedouros apenas para encher garrafas.

Ensino Fundamental e Infantil

A Secretaria Municipal de Educação (Semed), divulgou, no último dia 31, as orientações para o retorno híbrido das aulas, com atividades presenciais e remotas, dos alunos da Rede Municipal de Ensino (REME), responsável pelo ensino fundamental e infantil na capital. As aulas presenciais estão suspensas desde março de 2020 e devem voltar no dia 26 de julho.

Alunos, professores e demais servidores terão que cumprir as regras de biossegurança necessárias para evitar a disseminação da covid-19. Na entrada das unidades será aferida a temperatura e é obrigatório o uso de máscara de proteção individual.

Entre as ações desenvolvidas pelas escolas para um retorno seguro das aulas está o escalonamento dos estudantes, para que todos possam frequentar as aulas presenciais e ainda assim evitar aglomerações. Com isso, as salas de aula terão ocupação entre 25% e 50% com revezamento semanal, conforme a metragem do espaço para garantir o distanciamento necessário.

Os horários das entradas, tanto no matutino quanto no vespertino, também podem ser adaptados para evitar aglomerações. Caso a unidade escolar ofereça a educação infantil, o horário de entrada, até o grupo 5 (alunos com 5 anos), deverá ser às 7h e às 13h. Para o ensino fundamental I (alunos do 1° ao 5° ano) deverá ser às 7h15 e às 13h15, e o ensino fundamental II (do 6° ao 9° ano) será às 7h30 e às 13h3n. O horário de saída pode ser antecipado para às 10h, para os alunos do matutino, e às 16h, para os do vespertino.

Os pais ou responsáveis pelos alunos devem manifestar por escrito, se o aluno irá frequentar as aulas presenciais. O documento está disponível nas unidades escolares e também no site da secretaria municipal de Educação (Semed).

Fonte: G1MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *