Soraya intervém no PSL, impugna Trutis e anuncia convenção para homologar Siqueira

Em mais uma reviravolta, a presidente regional do PSL, senadora Soraya Thronicke, interveio na comissão provisória municipal de Campo Grande e “cancelou” a candidatura a prefeito do deputado federal Loester Trutis, 37 anos. Nesta segunda-feira (14), no Tribunal Regional Eleitoral, ela anunciou nova convenção, na quarta-feira (16), para homologar a candidatura do vereador Vinicius Siqueira.

De acordo com Soraya, o afastamento de Trutis do comando do diretório municipal da sigla ocorreu na sexta-feira (11), dois dias antes da convenção. No domingo, por 5 a 3, o PSL aprovou o nome do deputado para concorrer à prefeitura, tendo a publicitária e corretora de imóveis, Lilian Durães, como candidata a vice-prefeita.

O resultado da votação levou Siqueira a questionar a convenção na Justiça Eleitoral. O vereador argumentou que três suplentes foram convocados para votar. Caso apenas os cinco titulares votassem, conforme o entendimento do parlamentar, ele teria sido homologado como candidato pelo placar de 3 a 2.

Soraya foi pessoalmente ao TRE para protocolar o pedido de impugnação do encontro virtual de domingo e anunciar a destituição de Trutis. “Aos 45 minutos do segundo tempo, Trutis se lançou candidato à prefeitura de Campo Grande. Como presidente estadual do PSL, eu tenho responsabilidade e obrigação. Eu desfiz a executiva municipal na sexta-feira”, anunciou a senadora.

Em seguida, ela explicou que o deputado federal rompeu o acordo firmado com Siqueira. “Convidamos o vereador Vinicius Siqaueira para o PSL, pois bandeiras dele são convergentes com as nossas. Após análises do nosso partido, identificamos que ele seria o melhor candidato para Campo Grande. Fechamos um acordo interno pela candidatura do Vinicius, porém, aos 45 do segundo tempo, descumprindo o acordado, o deputado Trutis se lançou candidato”, explicou.

A senadora afirmou que o vereador possui os mesmos objetivos da sigla, que é combate à corrupção, transparência e fiscalização dos recursos públicos. A nova convenção ocorrerá na quarta-feira, conforme edital assinado pelo novo presidente da comissão provisória do PSL na Capital, Paulo de Mattos Pinheiro.

No domingo, Trutis afirmou que não rompeu acordo nem traiu Siqueira. Ele explicou que pesquisas internas o apontaram como o melhor candidato para garantir a eleição de uma boa bancada de vereadores. Também garantiu ter o apoio da direção nacional do PSL, que o considerou o melhor nome para a disputa na Capital.

O deputado disse que houve a proposta de Siqueira ser candidato a vice-prefeito ou ser o cabeça de chapa para puxar votos para a Câmara Municipal. Ele teria recusado o acordo. Ele assegurou estar tranquilo sobre a convenção.

A entrada de Soraya na disputa é apenas mais um capítulo na novela do PSL. Inicialmente, o partido cogitou lançar o deputado estadual Capitão Renan Contar. No entanto, ele acabou sendo substituído por Siqueira em articulação que contou com o apoio do deputado federal. Trutis usou as redes sociais para anunciar Siqueira como o melhor candidato a prefeito da Capital.

O Coronel David deixou a sigla após não achar espaço para ser o candidato a prefeito da Capital nas eleições deste ano. No entanto, como não houve a criação do novo partido do presidente Jair Bolsonaro, denominado Aliança pelo Brasil, o militar acabou ficando de fora da disputa por falta de legenda.

As convenções para homologar os candidatos a prefeito devem ocorrer até quarta-feira. A campanha começa oficialmente no dia 27 deste mês e o primeiro turno está previsto para 15 de novembro.

Fonte: O Jacaré

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *