Para deslanchar em pesquisas, Riedel “personaliza” Obras e posa de “governador”

Com o objetivo de deslanchar nas pesquisas e ganhar musculatura política para disputar a sucessão de Reinaldo Azambuja (PSDB), o tucano Eduardo Riedel “personalizou” a Secretaria de Infraestrutura. Ele também tem “posado” como governador do Estado ao falar sobre todas as ações do Governo, que incluem desde ações de combate à pandemia até segurança e desenvolvimento econômico.

Empacado nas pesquisas, Riedel vem se esforçando dobrado para usufruir apenas os bônus da gestão estadual, como investimentos em obras, aquisição de viaturas das polícias e bombeiros, construção de hospitais, incentivos para ajudar empresários afetados pela crise econômico e até o programa Mais Social, lançado para substituir o Vale Renda.

A estratégia é deixar o ônus do Governo apenas para Reinaldo, como o aumento de 40% no IPVA, a elevação da alíquota de 25% para 30% no ICMS sobre a gasolina, a alta no ITCD e a não concessão de reajuste nos salários dos servidores públicos estaduais em quatro dos sete anos da gestão tucana.

Sem experiência nas urnas, Riedel vem se esforçando para se tornar ostensivo nos meios de comunicação. No início do mês, o governador alegou muitos compromissos e deixou o comando do Prosseguir para o secretário de Infraestrutura. Ele passou a anunciar as ações do Governo na área de saúde, disputando os holofotes da pandemia com o titular da pasta, Geraldo Resende.

O secretário participou dos eventos e deu entrevistas sobre ações na área de segurança pública, saúde, educação, desenvolvimento econômico e assistência social. Além disso, a página da Agesul na internet passou a destacar o nome do secretário nas matérias: “Riedel verifica …” e “Obras anunciadas por Riedel…”.

Como o prefeito da Capital, Marquinhos Trad (PSD) é cotado para disputar o Governo, o secretário foi anunciado como o principal responsável pela pavimentação do novo acesso ao bairro das Moreninhas, o 2º mais populoso da Capital. A obra é executada em parceria entre a prefeitura e o Governo do Estado.

No site da Agesul, nome de secretário é destacado como parte da estratégia Riedel que fez (Foto: Reprodução)

O maior desafio do secretário será concluir o Aquário do Pantanal. Reinaldo tenta conclui-la desde o início de 2018, mas a tarefa não está sendo fácil. A licitação das obras de suporte à vida não teve nenhum participante por três vezes consecutivas. A 4ª tentativa ocorreu na segunda-feira passada (19), mas o Governo faz mistério, apesar do certame ser público, se houve participante e quem são as empresas. Esta fase tem previsão de nove meses e é a maior ameaça de tirar o empreendimento do horário eleitoral como ponto positivo.

A pressão sobre Riedel aumentou com a maratona de entrevistas feitas desde ontem por Puccinelli, que se lançou como pré-candidato a governador e foi o responsável por lançar o Aquário. Ele até ensaia o discurso de que pode ser o único capaz de concluir a emblemática obra.

Riedel também tem se preocupado em se mostrar mais humano, tipo gente como a gente. Nas redes sociais, com apenas 6,9 mil seguidores, ele aparece nadando, acedendo lareira e brincando com a família.

Além de André e Marquinhos, Riedel pode ter como adversários na disputa a senadora Soraya Thronicke (PSL), a deputada federal Rose Modesto, que cogita trocar o PSDB pelo Podemos, o ex-governador Zeca do PT, que ficou animado com a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para presidente, e o ex-vereador de Campo Grande, Vinicius Siqueira (PROS).

Riedel postou no Facebook que gosta de natação (Foto: Reprodução)

Fonte: O Jacaré

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *