Operação da Polícia Civil deixa ao menos 25 mortos em favela do Rio

Um operação da Polícia Civil contra o tráfico de drogas com utilização de veículos e helicópteros blindados deixou ao menos 25 mortos na favela do Jacarezinho, na zona norte do Rio de Janeiro, como resultado de um intenso tiroteio, informou a polícia.

Entre os mortos há ao menos um policial, segundo a polícia. O número de vítimas fatais da operação é o maior em uma única ação policial no Estado, que sofre há décadas com a violência em ações de combate ao tráfico de drogas

“Esse é o maior número de mortos em uma operação da polícia do Rio, superando os 19 no Complexo do Alemão em 2007. Só que naquela não perdemos ninguém. Agora, um policial morreu, que valia muito pra nós“, disse à Reuters o delegado Ronaldo Oliveira.

Imagens aéreas de emissoras de TV mostraram suspeitos fugindo da ação policial pulando entre casas da comunidade em busca de uma rota de fuga, enquanto os policiais eram obrigados e desembarcar de veículos blindados e caminhar pelas ruas da favela mediante inúmeras barricadas.

No tiroteio, balas perdidas atingiram uma composição do metrô de superfície que passava perto da comunidade e dois passageiros foram atingidos por disparos, ficando feridos sem maior gravidade, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

Segundo a polícia, helicópteros da corporação ajudaram a localizar uma espécie de quartel-general da facção criminosa que atua no Jacarezinho, que é a maior do Estado do Rio. Fontes da polícia disseram que entre os mortos estariam lideranças do narcotráfico.

Ao menos 10 suspeitos foram presos na operação, acrescentou a polícia.

A favela do Jacarezinho fica ao lado do quartel-general da Polícia Civil, conhecido como Cidade da Polícia.

Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *