Nova reviravolta: PSL nacional intervém, anula ato de Soraya e mantém candidatura de Trutis

Em nova reviravolta na novela envolvendo o PSL, o diretório nacional interveio para anular a decisão da presidente estadual da sigla, a senadora Soraya Thronicke, e manter a candidatura a prefeito de Campo Grande, do deputado federal Loester Trutis. Com a nova decisão, a convenção, que homologaria a candidatura do vereador Vinicius Siqueira, amanhã, foi cancelada.

O novo capítulo foi postado, na rede social, por Trutis. O PSL Nacional, comprometido com a verdade e os princípios da transparência e da honestidade, que norteiam o partido, afirma que reconhece e homologa a convenção realizada no último domingo”, postou Trutis no Facebook, prometendo revelar novos detalhes da aguerrida e acirrada disputa interna em live.

O parlamentar fez valer o acordo, revelado no domingo, de que a direção nacional do partido, comandada por Luciano Bivar, teria incentivado a sua candidatura a prefeito por considera-lo mais viável para a formação de bancada de vereadores.

Trutis é o 3º nome do PSL para disputar a prefeitura da Capital. O primeiro era o deputado estadual Capitão Contar (PSL), que acabou sendo destituído por ser muito fiel ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O segundo nome era Siqueira, que ficou famoso por liderar as primeiras manifestações a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e acabou sendo eleito vereador nas eleições de 2016.

Ele trocou o DEM para ser candidato a prefeito pelo PSL. Soraya explicou que ele era o melhor nome para representar o partido na disputa. Para garantir o cumprimento do acordo, ela decretou intervenção no partido e destituiu Trutis da comissão provisória municipal. O novo presidente, Paulo de Mattos Pinheiro, convocou a convenção para amanhã, a partir das 9h.

O racha interno no PSL deve terminar na Justiça. Siqueira ingressou com ação na Justiça eleitoral para anular a convenção realizada no domingo, que acabou aprovando Trutis pelo placar de 5 a 3. Ele alega que os suplentes não poderiam votar e só cinco titulares tinham direito a participar da escolha.

O recado de Trutis em novo capítulo da disputa interna no PSL (Foto: Divulgação)

Ele trocou o DEM para ser candidato a prefeito pelo PSL. Soraya explicou que ele era o melhor nome para representar o partido na disputa. Para garantir o cumprimento do acordo, ela decretou intervenção no partido e destituiu Trutis da comissão provisória municipal. O novo presidente, Paulo de Mattos Pinheiro, convocou a convenção para amanhã, a partir das 9h.

O racha interno no PSL deve terminar na Justiça. Siqueira ingressou com ação na Justiça eleitoral para anular a convenção realizada no domingo, que acabou aprovando Trutis pelo placar de 5 a 3. Ele alega que os suplentes não poderiam votar e só cinco titulares tinham direito a participar da escolha.

O PSL terá o 2º maior valor do Fundo Especial das Eleições deste ano, só inferior ao do PT. Além disso, a sigla terá tempo bom no horário eleitoral na TV e no rádio. Ou seja, o candidato terá condições de se tornar conhecido do eleitorado durante a campanha eleitoral e ganhar competitividade.

Trutis avalia que tem mais chance de chegar ao segundo turno. Polêmico, o deputado sofreu atentado a bala em fevereiro deste ano. O caso é investigado pela Polícia Federal, que mantém o inquérito sob sigilo.

Fonte: O Jacaré

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *