MS paga o 7º pior salário de praça da PM do Brasil, enquanto oficial ganha o 2º maior, diz Fórum

Mato Grosso do Sul paga o 7º pior salário para praça da Polícia Militar do Brasil, enquanto o valor pago a um oficial é o 2º maior, de acordo como Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta quinta-feira (15). O menor salário pago pelo Governo do Estado é de R$ 2.495,27, que fica em 19º no ranking nacional, e comprova que Reinaldo Azambuja (PSDB) não cumpriu a promessa de campanha de valorizar os agentes da segurança pública.

Na gestão tucana, conforme o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, houve queda de 4,7% no gasto com segurança pública em relação ao último ano da gestão de André Puccinelli (MDB). No ano passado, Reinaldo destinou R$ 1,240 bilhão para ações de combate a criminalidade, contra R$ 1,302 bilhão destinados pelo emedebista em 2014.

O investimento per capita em  segurança em MS acumula queda de 12,7% em cinco anos, de R$ 505,95, em 2015, primeiro ano da gestão de Reinaldo, para R$ 441,41 no ano passado. O é quase metade do destinado para o setor pelo Mato Grosso (R$ 730,81) e abaixo de Goiás (R$ 448,69.

Os mais atingidos pela queda no investimento em segurança foram os policiais militares, que só tiveram reajuste salarial de 6,07% ao longo dos últimos sete anos. O governador não concede reajuste há três anos para o funcionalismo público estadual.

Conforme o Anuário Brasileiro de Segurança 2021, divulgado hoje, o valor médio pago ao policial militar sul-mato-grossense é de R$ 5.617,58 – 15º no ranking nacional. Isso significa que o PM de Mato Grosso do Sul recebe quase metade do valor pago pelo Distrito Federal (R$ 10.835,54). O valor é muito inferior ao médio pago aos policiais militares de Goiás (R$ 9.032,21) e do Mato Grosso (R$ 8.829,14).

O menor salário pago pela PM

UnidadeValor
Brasil2.462,83
Bahia (4)
Rio Grande do Sul (8)
Goiás5.800,40
Tocantins4.758,56
Maranhão4.558,24
Acre4.451,74
Distrito Federal3.841,60
Roraima3.732,96
Paraná (6) (7)3.277,88
Mato Grosso3.248,42
Ceará3.158,08
Rio Grande do Norte3.157,80
Alagoas3.064,88
Amazonas3.000,00
Pernambuco2.819,88
Minas Gerais2.800,04
Santa Catarina2.752,41
Espírito Santo (5)2.748,33
Amapá2.570,00
Pará2.530,53
Mato Grosso do Sul2.495,27
São Paulo (6)2.481,94
Rondônia2.481,08
Sergipe2.478,98
Piauí2.463,33
Paraíba2.462,83
Rio de Janeiro (4)1.193,36
Fonte: FBSP

O anuário traz o menor valor pago por 25 dos 27 estados brasileiros e, novamente, põe MS como um dos que menos paga ao policial. O menor salário pago no Estado é de R$ 2.495,27, considerado o 7º pior do País. Neste quesito, o melhor valor é pago por Goiás, R$ 5,8 mil. O valor sul-mato-grossense fica em 19º lugar no ranking nacional, só não fica em situação pior porque a Bahia e Rio Grande do Sul não repassaram informações ao fórum.

Por outro lado, o maior valor pago por MS, de R$ 39.119,37 é o 2º maior do País, só fica atrás do Rio de Janeiro, com R$ 42.689,93. Um oficial recebe 15,7 vezes mais do que o salário pago ao praça no Estado, uma das maiores diferenças na tropa no País.

O maior salário pago pela PM

UnidadeValor
Brasil39.119,37
Bahia (4)
Rio Grande do Sul (8)
Rio de Janeiro (4)42.689,93
Mato Grosso do Sul39.119,37
Pará39.043,03
São Paulo (6)38.998,25
Sergipe38.858,21
Tocantins38.679,74
Minas Gerais38.593,01
Distrito Federal38.480,77
Mato Grosso38.271,65
Amazonas38.032,24
Santa Catarina37.706,74
Alagoas37.493,82
Goiás36.636,42
Paraná (6) (7)35.982,09
Paraíba34.071,62
Pernambuco33.897,69
Piauí33.421,19
Acre31.706,69
Rio Grande do Norte31.191,05
Ceará30.892,43
Maranhão29.542,88
Roraima27.952,85
Amapá26.180,04
Espírito Santo (5)25.324,55
Rondônia25.205,09

Fonte: FBSP

A situação revela que não mudou muita coisa na gestão de Reinaldo Azambuja. Durante a campanha para o Governo do Estado em 2014, o tucano deu entrevista ao programa O Povo na TV, do SBT, e criticou o baixo salário pago aos policiais militares. Passados sete anos, a tropa sente na pele que a situação até piorou durante os sete anos da gestão tucana.

Apesar da redução no investimento em segurança e da falta de reposição da inflação nos salários dos policiais militares, houve redução na violência em Mato Grosso do Sul. Houve redução de 18% no número de furtos e roubos de veículos, de 4.065 em 2019 para 3.330 no ano passado. Também caiu em 33,4% o número de roubos, de 7.615 para 5.124 no mesmo período. As mortes de civis em confrontos com policiais tiveram redução de 66%, de 62 para 21.

Infelizmente houve aumento de 43% no número de casos de feminincídio, de 30 para 43, de 4,5% nos casos de estupro de vulneráveis, de 1.529 para 1.616. O crescimento fez o Estado ter a maior taxa de estupro de crianças e adolescentes do País, de 68,9, contra 3,5 da menor, registrada pela Paraíba.

Os números foram divulgados nesta quinta-feira e podem ser acessados no Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Governo contesta anuário e informa que salário inicial de PM é de R$ 3,4 mil

Governo divulgou a tabela publicada no Diário Oficial em 2018 e que continua em vigor, já que os militares estão com os salários congelados há três anos (Foto: Reprodução)

O Governo do Estado divulgou nota, na tarde de hoje (15), para contestar as informações divulgadas no Anuário Brasileiro de Segurança Pública. “O Governo do Estado informa que o subsídio inicial da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, referente ao posto de soldado, é de R$ 3.454,44, e não R$ 2.495,27, como divulgado pelo Anuário Brasileiro de Segurança Pública”, informa.

Conceituado e divulgado em todo o País como parâmetro sobre a criminalidade e ações de segurança no País, o levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública errou ao informar o salário dos policiais de MS, conforme o Governo e entidades militares.

“Já o maior salário da carreira policial, equivalente à graduação VII do posto de coronel, é de R$ 28.824,51, valor diferente do divulgado pelo mesmo levantamento, R$ 39.119,37”, destacou o Governo.

Confira a nota na íntegra:

“O Governo do Estado informa que o subsídio inicial da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, referente ao posto de soldado, é de R$ 3.454,44, e não R$ 2.495,27, como divulgado pelo Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

Já o maior salário da carreira policial, equivalente à graduação VII do posto de coronel, é de R$ 28.824,51, valor diferente do divulgado pelo mesmo levantamento, R$ 39.119,37.

Os valores são brutos e estão divulgados em Diário Oficial, na edição de 19 de dezembro de 2018.

O Governo do Estado reitera que valoriza as carreiras da Segurança Pública e reforça que enviará à Assembleia Legislativa, ainda neste ano, projeto de lei que reorganiza os valores dos subsídios dos policiais e bombeiros militares.”

Fonte: O Jacaré

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *