Estudo mostra eficácia das vacinas da Pfizer e da AstraZeneca contra variante Delta

Um estudo divulgado nesta quarta-feira, 21, mostrou que duas doses das vacinas da Pfizer e da AstraZeneca são quase tão eficazes contra variante Delta do coronavírus quanto contra a variante Alfa, dominante ao longo da pandemia. A pesquisa publicada no New England Journal Of Medicine ressalta, porém, que uma única dose desses imunizantes não é suficiente para uma proteção mais robusta. O estudo aponta que duas doses do composto da Pfizer resultaram em 88% de eficácia em relação à variante Delta, registrada primeiro na Índia e considerada mais transmissível. No caso da AstraZeneca, a proteção foi de 67%. Ambas vacinas são usadas atualmente no Brasil, sendo aplicadas com intervalo de três meses entre as doses. A redução desse período, por enquanto, não é recomendada pelo Ministério da Saúde, que já registra mais de 100 casos da nova cepa no país.

Nesta quarta-feira, 21, o Brasil atingiu a marca de 545 mil mortos pela Covid-19. Enquanto isso, o número de infectados se aproxima dos 19,5 milhões. Segundo pesquisa da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Federal do Rio de Janeiro, (UFRJ) e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), no ritmo atual, o país só deve alcançar a meta de imunizar 90% dos adultos, caracterizando a chamada imunidade coletiva, no primeiro trimestre de 2022. A ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Carla Domingues, acredita que até o final do ano toda a população acima de 18 anos terá recebido pelo menos uma dose.

“Infelizmente, nós estamos vendo essa distância entre a primeira e a segunda dose. Estamos com quase 90 milhões de pessoas que receberam a primeira dose, cerca de 40 milhões de pessoas que receberam a segunda dose. Ou seja, só 15% da população completou o esquema vacinal. População vacinada significa esquema completo, com duas doses”, afirmou. O Ministério da Saúde aumentou para 63,3 milhões a previsão de doses a serem entregues pelos laboratórios contratados em agosto deste ano. A projeção anterior era de 60,5 milhões de unidades. Na noite desta quarta-feira, um lote com mais de 1 milhão de vacinas da Pfizer desembarcou no aeroporto de Viracopos, em Campinas.

Fonte: Jovem Pan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *