Convenções confirmam candidaturas de Marquinhos, Márcio e João Henrique

Convenções realizadas nesta terça-feira (15) confirmaram mais três candidatos à Prefeitura de Campo Grande. O PSD oficializou à candidatura à reeleição do prefeito Marquinhos Trad, 56 anos, e da vice-prefeita Adriane Lopes (Patri), que contarão com o apoio de, pelo menos, sete partidos. Mais dois deputados estaduais estão na disputa e já são dez candidatos na disputa da Capital nas eleições deste ano.

Com as bênçãos do ex-governador André Puccinelli, o MDB homologou chapa pura, com o deputado estadual Márcio Fernandes, 41, como candidato a prefeito e a ex-vereadora Juliana Zorzo, a vice-prefeita. Reunião do PL oficializou a candidatura de outro deputado, João Henrique Catan, 32 anos, neto do ex-prefeito de Campo Grande e ex-governador do Estado, Marcelo Miranda Soares. O candidato a vice será o advogado Jayme Magalhães Júnior.

Ex-secretário municipal de Habitação da Capital na gestão de Puccinelli, vereador e deputado estadual por três mandatos, Marquinhos encerra mandato marcado por dificuldades, desde o desequilíbrio nas finanças, herança da tumultuada gestão de Alcides Bernal (Progressistas), o encerramento dos contratos polêmicos com a Omep e Seleta e a pandemia.

“Temos que agradecer e louvar a Deus. Ele nos capacitou para passar pelas dificuldades. Temos condições pela experiência adquirida e maturidade (para continuar)”, afirmou o prefeito, conforme registro feito pelo Midiamax.

Advogado, Marquinhos vai para a disputa com amplo apoio, que inclui o PSDB do governador Reinaldo Azambuja, o PTB do ex-senador Delcídio do Amaral, o Democratas do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o PSB do presidente da Cassems, Ricardo Ayache, o Republicanos da Igreja Universal do Reino de Deus, a Rede da ex-presidenciável Marina Silva e o PCdoB do governador do Maranhã, Flávio Dino.

Em 2016, Marquinhos ganhou no segundo turno ao derrotar a candidata do PSDB, Rose Modesto, com 58,77% dos votos válidos. Ele trabalha para repetir a trajetória do irmão, Nelsinho Trad (PSD), atual senador da República, que foi reeleito no primeiro turno em 2008.

Ex-governador “abençoou” a chapa formada por Márcio e Juliana na disputa da prefeitura da Capital (Foto: Divulgação)

Outra convenção realizada hoje foi a do MDB, que homologou a candidatura do médico veterinário Márcio Fernandes, no 4º mandato de deputado estadual. Natural de Umuruama, ele chegou a Assembleia Legislativa aos 27 anos em 2006.

O principal desafio do parlamentar será adquirir a musculatura eleitoral de André Puccinelli, que foi prefeito da Capital e governador do Estado por dois mandatos. Réu na Operação Lama Asfáltica, o emedebista vem atuando ostensivamente na campanha para transferir votos para o ungido.

A candidata a vice-prefeita será a advogada e gerente comercial da indústria Dallas, Juliana Zorzo. Ela ficou de suplente de vereadora em 2012 e acabou assumindo a vaga em 2014 com a eleição de Herculano Borges (SD) para deputado estadual.

A ex-vereadora foi presidente da Fundação de Cultura na gestão de Gilmar Olarte (sem partido), quando enfrentou protestos pesados de artistas e músicos da Capital.

A terceira convenção do dia foi do PL, que também oficializou chapa pura. No primeiro mandato de deputado estadual, João Henrique é advogado e formado em Ciências Sociais pela Universidade Yale, nos Estados Unidos.

Neto do ex-governador Marcelo Miranda, ele incorpora juventude como candidato mais novo a prefeito e ensaia o discurso da mudança. “Para trocar toda a velha política é que me lanço como candidato. E agradeço meu partido pelo apoio e confiança”, afirmou.

Sobre a indicação do advogado Jayme Magalhães Júnior como companheiro de chapa, ele disse: “eu desejava um vice combativo, que dialoga, que vai conseguir conversar com o legislativo”.

Na noite desta terça-feira, o Solidariedade confirma a candidatura do ex-secretário estadual de Infraestrutura e engenheiro civil, Marcelo Miglioli.

Até o momento, Campo Grande já conta com 10 candidatos a prefeito homologados em convenção: Dagoberto Nogueira (PDT), Guto Scarpanti (Novo), Esacheu Nascimento (Progressista), Sérgio Harfouche (Avante), Marcelo Bluma (PV), Pedro Kemp (PT), Loester Trutis (PSL), Marquinhos Trad (PSD), Márcio Fernandes (MDB) e João Henrique (PL).

Amanhã será o último das convenções e mais quatro nomes podem ser homologados na disputa da prefeitura. A campanha começa oficialmente no dia 27 e o primeiro turno ocorrerá no dia 15 de novembro.

Fonte: O Jacaré

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *