Boletim Covid O Jacaré: Paraguai mantém 223 repatriados em quarentena obrigatória

Os repatriados estão em três centros especiais distribuídos pelo país e que têm como objetivo garantir a quarentena a quem chega ao Paraguai. Nos abrigos, além de alojamento, são oferecidos testes para a covid-19 e abrigo. Quem precisa ficar no local, segundo o governo paraguaio, também é submetido a encontros com psiquiatras e psicólogos.

Entre os abrigados nesta sexta-feira, estão paraguaios que chegaram da Argentina. Eles ficam nos centros até a liberação pelas autoridades sanitárias, que encontram na medida a garantia da quarentena preventiva e obrigatória.

Entidades apoiam adiamento das eleições bolivianas

Uma das principais organizações políticas bolivianas, denominada Caminho para a Democracia, ofereceu apoio para o adiamento das eleições, decidido pelo TSE (Supremo Tribunal Eleitoral). O adiamento ocorre pelas razões sanitárias impostas pela pandemia de covid-19. Entre as entidades que integram a organização estão representantes de universidades, de grupos minoritários e institutos de pesquisa. Já foram registradas oficialmente 75.234 contaminações pelo novo coronavírus na Bolívia. As complicações da doença foram responsáveis pela morte de 2.894 pessoas, conforme dados oficiais.

Milhares de chilenos estão retirando dinheiro de fundos de pensão

Após o governo permitir o resgate de até 10% dos fundos, a corrida aos fundos de pensão teve movimentação histórica. Os chilenos puderam retirar parte das economias e, desta forma, reduzir o desgaste nas finanças pessoais ocasionado pela pandemia de covid-19. Com a medida emergencial, o governo espera oferecer compensação por conta da quebra brusca da economia. Alguns fundos, contudo, entraram em colapso por conta da retirada do dinheiro.

O Chile, como a maioria dos países da América Latina, mergulhou na crise da crise econômica em decorrência da pandemia. Oficialmente, 9.454 pessoas morreram em decorrência de complicações causadas pelo novo coronavírus e outras 355.667 foram infectadas.

Europa reabriu, mas a pandemia já causou 12,1% de prejuízo econômico

Mesmo aplicando protocolos de cuidado para impedir a circulação do novo coronavírus, a Europa ainda não venceu a batalha contra a pandemia. A economia do bloco recuou a níveis históricos e, em conjunto, só é comparável à quebra ocorrida em 2005. As cicatrizes econômicas são consideradas profundas e duradouras, dizem analistas do mercado financeiro.

A economia que mais perdeu foi a espanhola, que recuou 18,5%. Um pacote de resgate que totaliza 750 bilhões de euros foi lançado para os países, mas não há consenso sobre quando haverá a recuperação, considerando que a doença não foi controlada, não há vacina e o vírus ainda circula em larga escala e mata em elevada quantidade.

Fazemos o boletim covid-19 porque:

Em dezembro de 2019, as autoridades de chinesas de informaram a OMS (Organização mundial de Saúde) sobre o surto de uma nova doença, que foi nomeada posteriormente de covid-19. Em 11 de março, a OMS anunciou que as infecções atingiam proporções epidêmicas. Os dados sobre casos e mortes são fornecidos pela Universidade Johns Hopkins, mas podem não representar a totalidade por conta da subnotificação registrada em muitos países, como o Brasil, que mudou a sistemática de divulgação dos indicadores relativos à covid-19.

Quer ajudar a fazer o boletim covid-19 do Jacaré? Mande sua dúvida que vamos responder

Há muitas dúvidas sobre a pandemia e vamos buscar respostas oficiais para os leitores de O Jacaré. Para participar basta mandar uma mensagem para o e-mail: sandraluz.ojacare@gmail.com que vamos buscar os canais competentes para oferecer a resposta. As perguntas podem ser enviadas até a manhã de quinta-feira. Alertamos que não serão consideradas ofensas aos nossos colaboradores e jornalistas. Ameaças serão devidamente reportadas às autoridades.

Fonte: O Jacaré

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *