Apoio ao voto com comprovante impresso sobe para 46%

A proposta de voto impresso nos moldes defendidos pelo presidente Jair Bolsonaro ganhou mais defensores nos últimos 2 meses, de acordo com pesquisa PoderData realizada em 19 a 21 de julho de 2021. De acordo com o levantamento, 46% são a favor e 40% são contra a emissão de um comprovante em papel depois da votação na urna eletrônica, enquanto 14% não sabem como responder.

Os números representam uma inversão em comparação ao final de maio, quando 46% se diziam contrários e 40% eram favoráveis à proposta. O número de indecisos se manteve.

A ideia do comprovante impresso na urna eletrônica é uma das bandeiras de Jair Bolsonaro e dos seus aliados mais próximos no Congresso –que se referem à proposta como voto auditável ou, mais recentemente, “voto democrático”. O argumento é que a impressão do comprovante serviria para confirmar o resultado das eleições e prevenir fraudes. Bolsonaro chegou a dizer ainda que não aceitaria o resultado das eleições sem que o mecanismo entre em vigor e diz ter provas de que eleições anteriores foram fraudadas –embora não as tenha apresentado.

Tramita na Câmara atualmente um projeto da deputada Bia Kicis (PSL-DF), relatado pelo deputado Filipe Barros (PSL-PR), que instituiria o voto com comprovante impresso já nas eleições de 2022. O texto, no entanto, tem pouco apoio e corre o risco de ser derrubado em comissão especial, antes da votação em plenário.

Esta pesquisa foi realizada no período de 19 a 21 de julho de 2021 pelo PoderData, a divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Foram 2.500 entrevistas em 427 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

Para chegar a 2.500 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, são mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população.

O gráfico a seguir estratifica a resposta de cada entrevistado sobre o comprovante de voto impresso. O Poder360 destaca:

  • idade – 51% dos que têm 60 anos ou mais são favoráveis;
  • região – no Sul, 59% são a favor. No norte, 63% são contra;
  • escolaridade – 58% dos que têm até o fundamental são a favor; 59% dos com ensino superior são contrários;
  • renda – 56% dos que ganham mais de 10 salários mínimos são favoráveis ao voto impresso.

Apoio ao voto impresso x avaliação de Bolsonaro

O apoio ao comprovante de voto impresso é maior entre os que aprovam o presidente Jair Bolsonaro. Entre os entrevistados que avaliam o trabalho do presidente como “ótimo” ou “bom”, 83% são favoráveis ao voto impresso, enquanto 10% são contrários e 6% não sabem.

Entre os que classificam o chefe do Executivo como “regular”, 42% são a favor da medida, 41% são contra e 17% não sabem.

No universo dos que classificam Bolsonaro como “ruim” ou “péssimo”, a maioria (53%) é contra. São 31% os que se dizem favoráveis e 16% os que não sabem.

Fonte: Poder360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *