Dia do Policial: Mato Grosso do Sul tem 8º pior salário, diz sindicato

Neste domingo (21) é celebrado o dia do Policial Civil e Militar, mas em uma pesquisa divulgada em fevereiro de 2019 pela Cobrapol (Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis), Mato Grosso do Sul ocupava a vigésima posição no ranking salarial da profissão, mesmo sendo o Estado com um dos maiores índices de resolutividade nos crimes.

De acordo com o Sinpol- MS (Sindicato dos Policias Civis de Mato Grosso do Sul), em informações divulgadas pela Delegacia-Geral, em 2018 foram resolvidos 100% dos feminicídios, 75% dos latrocínios e 62% dos homicídios.

Em uma reportagem da revista Veja, ficou evidenciado que Mato Grosso do Sul teve mais casos de homicídios resolvidos que São Paulo com 38,6% e Rio de Janeiro com 11,8%.

No início de 2019, ainda de acordo com o Sindicato, foi publicado um estudo apontando que os índices de esclarecimentos de crimes no estado equivalem a resultados de países de primeiro mundo. Em janeiro, MS contava com um efetivo de 2.200 policiais.

Os dados divulgados pela Delegacia-Geral, mostram ainda a atuação repressiva dos policiais civis com o registro de 238.274 ocorrências, que resultaram na conclusão de 74.539 investigações, recuperação 2.551 veículos roubados ou furtados, 20.992 pessoas presas, apreensão de mais de 24 mil armas de fogo e munições, além de 335,7 toneladas de entorpecentes.

No ranking nacional de salários da Cobrapol, Mato Grosso do Sul aparece em 20º lugar. O estudo mostrou que o salário inicial da carreira no estado é de R$ 4.145,03, enquanto que no Amazonas, que aparece em primeiro lugar, é de R$ 9.613,14.

Veja o ranking:

(Fonte: Ascom COBRAPOL)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *